Turniej Tłumaczy 2016

ZBIGNIEW HERBERT
*** Zasypiamy na słowach

***Adormecemos sobre palavras

Adormecemos sobre palavras
Acordamos em palavras
Às vezes são suaves
Simples substantivos
Bosque ou navio
Desprendem-se de nós
O bosque retira-se rapidamente
Além da linha do horizonte
O navio se afasta
Sem rastros ou razões
Perigosas são as palavras
Que caíram do todo
Trechos de frases sentenças
Inícios do refrão
De um hino esquecido
“Abençoados são aqueles que…”
“Lembre-se de…”
Ou “como”
Um minúsculo e pontiagudo alfinete
Que uniu
A mais bela perdida
Metáfora do mundo
É preciso sonhar pacientemente
Na esperança de que parte se complete
De que as palavras faltantes
Entrem nas frases desfalcadas
E a certeza pela qual estamos esperando
Lance a âncora

na język portugalski przełożyły Pedrita Setenareski
i Sofia Morong Rosty


***Nós dormimos em palavras

Nós dormimos em palavras
Nós acordamos em palavras
As vezes ela são macias
Simples substantivos
„Floresta” ou „Navio”
Elas nos descamam
As florestas se retraem rapidamente
Além do horizonte
O navio navega para longe
Sem deixar rastro ou razão
Perigosas são as palavras
Que parecem sair de um burraco
Afirmações recortadas, sentenças
Frases de abertura de refrões
De um hino esquecido
„Abençoado são aqueles que…”
„Lembrados de…”
Ou „o que”
Um pequeno, espinhoso broche
Que poderiam se juntar rapidamente
A mais bonita, perda
Metáfora do mundo.
Alguém tem que sonhar pacientimente
Com a esperança que seu conteúdo trará satisfação
Que as palavras perdidas
Irão entrar mas sentenças deficientes
E a acertividade que nós esperamos
Irá jogar a ancora.

na język portugalski przełożyła Karolina Magalheas Rosty

Accessibility